PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

sábado, 3 de dezembro de 2016

PROJETO VIRA DESTAQUE EM ALCANTARAS

 ESCOLA SUSTENTÁVEL É EXEMPLO DE RESPONSABILIDADE AMBIENTAL
Mutirão de distribuição de mudas da campanha adote uma árvore
Um projeto em execução da Escola Inocência Alcântara Freire vem ganhando destaque em Alcântaras devido as várias ações realizadas com participação de alunos de da comunidade o que reflete  em exemplo de responsabilidade ambiental. Por meio do Escola Sustentável várias atividades educativas e que envolvem a participação comunitária tem sido realizadas em todo o município. De acordo com  Adelaide Alcântara, além de arborização na escola, campanha adote uma planta, também foi oferecido mudas à população, bem como será construída uma horta na escola

" Vamos fazer próximo dia 15 uma horta escolar, iremos também substituir algumas telhas da sala por plástico para favorecer na economia de energia. Participamos recentemente de uma visita na comunidade de São Vicente. Oo principal objetivo destas ações [e mostrar que devemos cuidar da natureza e que é preciso valorizar o potencial de nossa região" citou  a professora.

Outras ações previstas dentro do Projeto Escola Sustentável incluem uma viagem ao município de São Benedito, onde se realiza ações semelhantes; a formação ComVida, Formações da Agenda 21 na Escola. Produções textual, desenhos, pinturas e produção de videos envolvendo as questões ambientais.

Post.Francisco Freire

HÁ 'UM MÊS' DO FINAL DO ANO LETIVO

 CHAMADA PUBLICA É ABERTA PARA COMPRA DE GÊNEROS DA AGRICULTURA FAMILIAR
Licitação foi aberta restando um mês para o fim das aulas
Restando pouco mais de trinta dias para o fim do ano letivo na rede municipal de ensino, a Prefeitura de Alcântaras abriu chamada pública para a aquisição de gêneros alimentícios da agricultura familiar destinadas a alimentação escolar de 19 unidades educacionais do município.
O processo que dispensa licitação, ocorre na modalidade pregão tipo menor preço e foi lançada no último dia 25 de novembro de 2016.
No edital além de hortaliças, são listados a previsão de compra de 800 kg de abóbora; 6.400 kg de banana; 800 kg de batata doce; 800 kg de goiaba; 4000 kg de mamão; 800 kg de manga; 800 kg de melancia, 1.565 dúzias de ovos caipira; 480 kg de pimentão e 2.400 kg de polpa congelada, alimentnos que juntos tem previsão orçamentária demais de R$ 94 mil a serem pagos com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Ainda de acordo com edital,a apresentação da documentação para habilitação e projeto de venda segue até o dia 26 de Dezembro de 2016, ou seja, cinco dias anterior ao prazo final de duração do contrato.

De acordo com o Portal das Licitações dos Municípios do Ceará, a ultima vez que a Prefeitura de Alcântaras haveria lançado chamada publica para esse fim ocorreu em maio deste ano quando contemplava o fornecimento dos ítens no período de junho a dezembro de 2016, sendo que dezessete dias depois a mesma noticiou anulação do processo.
O Portal Jovem entrou em contato com setor de licitações da PM, por meio de seu pregoeiro, que até o fechamento desta edição não retornou informações sobre o motivos da anulação ocorrida em maio  desde ano bem como da recente abertura de chamada publica há um mês do fim do ano letivo.

Post.Francisco Freire

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

ALCANTARAS: VOTAÇÃO DA LOA FOI ADIADA

 NOVAMENTE LEI PREVÊ RECURSOS PARA MANUTENÇÃO DE MATADOURO FECHADO
atualizada as 08:10 de 03 de dezembro de 2016
Semace embargou estabelecimento em setembro de 2015
A Câmara Municipal de Alcântaras, zona norte do Ceará, deveria haver votado na noite da última sexta-feira(02/12) pela aprovação ou rejeição da Lei Orçamentária Anual (LOA) referente ao exercício financeiro de 2017.
A matéria enviada a casa legislativa no inicio de novembro, prevê investimentos de mais de R$30 milhões, porém trás pontos polêmicos quando a previsão de aplicação de recursos públicos.
Um dos itens que merece destaque é a previsão de quase R$60 mil para a manutenção do Matadouro Publico, embargado pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) há mais de um ano. Além disso moradores da cidade que participaram da Audiência Publica ocorrida no final da tarde do último dia 30 de novembro também criticaram a previsão orçamentaria para manutenção do Programa Cidade Verde, considerando que em 2015 a gestão municipal alegou falta de recursos para financiar um projeto de R$ 2 mil proposto de Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente.
De acordo com Cleuvilândia Menezes, mesmo com a discussão na audiência o poder executivo não encaminhou o projeto com o texto corrigido para a Câmara o que foi usado com justificativa para que fosse retirado da pauta a votação da LOA.

"Está errado, é mais do que justo, foi detectado erro e devemos corrigir a falha enquanto há tempo. Enquanto eu estiver nessa Casa eu estou a disposição do povo. Vou procurar fazer o meu trabalho atendendo as necessidades do povo até o último dia em que eu estiver aqui..", frisou a presidente da Casa

Em Alcântaras, no final de 2015  vereadores já haviam aprovado texto semelhante para o exercício financeiro de 2016 quando também o abatedouro mesmo fechado teve recursos previstos. Para este ano a matéria deverá ser corrigida e só deve entrar em votação próximo dia 18 de dezembro.

Post.Francisco Freire

'REFORMULAÇÃO' NO CONSELHO TUTELAR

  FERNANDO BATISTA VOLTA A SER COORDENADOR DO COLEGIADO
Uma "eleição" interna ocorrida na manhã desta última sexta-feira,02/12, reformulou  por mais seis meses a equipe de coordenação do Conselho Tutelar de Alcântaras no Ceará. Com o vencimento do 'mandato' de Neuma Batista, indicada para função em julho passado, quem passa agora a representar o órgão por consenso dos colegas é o jovem Fernando Batista, em companhia de Ana Mara e Cecília Santa que ficarão encarregados de dirigir, convocar e assinar quando necessário em nome da equipe até junho de 2017.
Apesar de não está previsto no ECA, em muitos município onde se é escolhido um coordenador/presidente deste colegiado, nota-se que que por não está legalmente prevista esta função no conselho os demais membros devem concordar e aprovar os atos tomados por este, entendendo que o "cargo" segundo o Estatuto da Criança e Adolescente não influi, figura e distingue as competências dos demais componentes. No mesmo município, de Janeiro a Junho deste ano já havia presidido o Conselho Tutelar a Sra. Kélvia Freire Aragão.

Post.Francisco Freire