sexta-feira, 17 de abril de 2015

RESUMO DA ÚLTIMA SESSÃO DA CÂMARA DE ALCANTARAS

GREVE, DENGUE, MERENDA E OBRAS FORAM OS ASSUNTOS MAIS COMENTADOS
A pauta da última sessão do Legislativo alcantarense foi extensa. Na noite desta última sexta-feira,17 de abril, fizeram o uso da tribuna os vereadores: Airton Freire, Régis Barros, José Maurício, Antônio Marcos e Cleuvilândia Menezes. 

 Dentre os assuntos mais comentados durante a fala dos nobres vereadores situaram no topo de  críticas, reivindicações e problemáticas a situação de paralisação de obras em postos de saúde, a atual situação da dengue, a greve dos servidores públicos e o atraso na distribuição da merenda escolar. Para os vereadores Antônio Marcos e José Maurício a cidade de Alcântaras está vivenciando um retrocesso devido a situação da saúde, ausência de merenda escolar, suspensão da distribuição de cestas básicas durante a Semana Santa e utilização das máquinas do PAC.

já os vereadores Aírton Freire e Regís do Bonfim em suas falas expuseram a situação do tratamento a qual motoristas vem recebendo referente a dormida no Hospital Municipal e da alteração na presidência do PMDB no município, respectivamente. 

A Presidente da Casa Cleuvilândia Menezes em sua fala criticou a posição como tem  se comportados o vice -presidente do SINDICAN relatando o tratamento recebido por alguns filiados do Sindicato, confirmou a perca de uma carro e um moto  conquistado pelo município através do PROINFO e concordou com os colegas que o atraso na merenda não foi correto e aconteceu tardiamente a distribuição.

No mesmo dia, mais de 15 requerimentos foram apresentados na Casa, dentre estes pelos menos doze eram da lavra do Vereador Rogério Angelo que dentre muitas melhorias solicitavam a abertura de ruas, pavimentação em pedra tosca em comunidades rurais e construção de novas estradas ligando alguns sítios. A Sessão que teve inicio as 19:30 seguiu até as 21:10 e contou com a participação do Presidente da Cãmara de Camocim,  Manoel Almeida.

Post.Francisco Freire

SEINFRA PRONUNCIA-SE SOBRE OBRAS NA COHAB

TRABALHO DE PAVIMENTAÇÃO RETORNOU NA MANHÃ DESSA SEXTA-FEIRA,17.
A Secretaria do Desenvolvimento Urbano, Infraestrutura e Obras de Alcântaras esclareceu na manhã desta última sexta-feira,17, os motivos da 'paralisação' dos serviços de pavimentação nas imediações da Rua Lourenço Lopes, COHAB, neste município. 
De acordo com Ronaldo Barros as obras não haveriam sido paralisadas e só foram suspensas porquê um outro trabalho de maior prioridade teve de ser realizado com maior urgência na estrada que dá acesso ao Distrito de Ventura e que apresenta grande tráfego de veículos.
 O Secretário informou ainda que por várias vezes a SEINFRA tentou concluir os trabalhos no trecho denunciado, porém a força das águas pluviais teriam comprometido os serviços até então realizados. Estamos como três homens trabalhando na conclusão dos serviços da referida rua e já recuperamos também o muro da Escola Inocência, afim de evitarmos novos transtornos construímos uma vala para auxiliar na drenagem da água das chuvas naquele trecho", concluiu o gestor da pasta.

Sobre o não recebimento das ligações feitas por nossa equipe junto a SEINFRA, Ronaldo disse que um problema no PABX do Departamento estaria impossibilitando o atendimento telefônico no período da tarde, mas que a Secretaria funciona normalmente das 08:00 as 12:00 e das 14>00 as 17:00 para melhor atender a população.

post.Francisco Freire
 

MUNICIPAL: NÚMERO DE DETENTOS CRESCE EM ALCANTARAS

   PRESOS DA CADEIA PUBLICA LOCAL REPRESENTAM 0,06% DA POPULAÇÃO 
 Nos últimos dois anos o número de detentos que cumprem pena na Cadeia Publica de Alcântaras, zona norte do Ceará, teve um aumento de 134%.
De acordo com o último levantamento do Comando de Policiamento Militar Local o número de presos que ocupam as celas da unidade prisional da pequena cidade serrana saltou de 03 para sete em menos de dois anos. Para  Francisco Lindon Johnson de Vasconcelos o aumento é decorrente do números de ocorrências registradas no município que vão de encontro ao trabalho conjunto da PM.
Apesar de representar menos de 1% da população total de Alcântaras os números geram apreensão por teoricamente configurar que quanto maior o número de presos, maior o índice de criminalidade.No mesmo município pelo menos uma dezena de menores cumprem medida socioeducativa em resposta a algum tipo de T.C.O. O caso mais recente envolveu uma adolescente de 15 anos que foi abordada recebendo papelotes de cocaína em um estabelecimento comercial situado na entrada da cidade

Post.Francisco Freire 

quinta-feira, 16 de abril de 2015

MUNICIPAL: MORADORES DENUNCIAM OBRA INACABADA

EM ALCANTARAS CHUVAS DEIXARAM RUA INTRANSITÁVEL NA COHAB
Moradores que residem próximo de uma  travessa com a Rua Lourenço Lopes no Bairro da COHAB em Alcântaras denunciaram a redação deste blog na tarde desta quinta-feira, 16 de abril, a situação originada por conta de uma obra inacabada em um trecho de pouco mais de 30 metros que dá acesso aos fundos da Escola Inocência Alcântara Freire.

 Segundo um dos  moradores que preferiu não ser identificado e que enviou as imagens para o Portal Jovem via WhatsApp os problema começaram a acontecer depois que o trabalhador enviado pela Secretaria de Obras para realizar os reparos de pavimentação em pedra tosca abandonou o serviço por falta de material. 

A paralisação do concerto da via teria sido por diversas vezes comunicadas a SEINFRA que não chegou a concluir os trabalhos favorecendo assim para que as últimas chuvas caídas no município agravassem ainda mais o problema  afim de deixar a via intransitável para o acesso de veículos. 

O trecho sem denominação, por apresentar declive teve o calçamento arrastado pela correnteza das águas pluviais que também causaram por duas vezes a derrubada do muro frontal da unidade escolar anteriormente citada. Inconformados coma situação os moradores afirmam que o problema aconteceu por "negligência da Secretaria de Obras" que continua a ignorar as reivindicações das famílias que ali residem. O Portal Jovem que por três vezes tentou entrar em contato com a Secretaria de Obras até o final desta edição não teve as ligações recebidas.

Post.Francisco Freire