segunda-feira, 31 de agosto de 2015

AÇUDE PINGA CHEGA A SETEMBRO COM BOM VOLUME D'-AGUA

 CHUVAS DE 2015 REVITALIZARAM ÚNICO RESERVATÓRIO DE ALCANTARAS
O Açude Pinga chega a setembro com bom acumulado de água. O reservatório que no passado secou por completo há exatos 360 dias foi cenário de uma reportagem do Jornal da Cidade, que retratou o chão rachado do único açude alcantarense.
 Na época o carro da reportagem chegou ao ponto mais fundo da barragem durante a gravação de matérias para o programa Riquezas do Ceará, exibido em uma das filiadas da rede Record de Televisão.

 Porém diferentemente da cena vista há um ano o Açude Pinga poderá atravessar o verão segurando água, considerando que a perca atual se daria apenas devido a evaporação causada pela insolação e ventania comuns nesta estação do ano em Alcântaras e  que o líquido não estaria sendo bombeado para a ETA de Alcântaras que tem sido abastecida exclusivamente via adutora. 

Com a atual paisagem do açude, moradores da pequena cidade serrana, acreditaram que o reservatório possa alcançar a próxima estação chuvosa com água o que tem alimentado a esperança da população que espera um dia voltar assistir a sangria da barragem durante a Semana Santa.

Post.Francisco Freire

IMAGEM DA SEMANA

 BAIRRO SÃO JOSÉ MORADORES RECLAMAM DE NÃO CONCLUSÃO DE OBRA
Moradores do Bairro São José, em Alcântaras, reclamam da paralisação das obras de pavimentação asfáltica das Ruas Gregório Cunha e Francisco Cunha. 

As vias que receberam no final  de julho, as vésperas do Festival de Quadrilhas, piche para posterior cobertura com manta asfáltica pela Usina de Asfalto de Sobral até hoje não tiveram serviços concluídos o que desagradou moradores que moram nos dois logradouros públicos. 

Contatada a Secretaria do Desenvolvimento Urbano, Infraestrutura e Obras informou que os serviços foram paralisados  devido um problema na usina, porém projeta que a pavimentação seja concluída ainda na primeira quinzena de setembro, quando também a Prefeitura deverá firmar convênio para aquisição de cerca de 3.500 metros de asfalto.

Até o momento das ruas que compõe o Bairro São José foram pavimentadas o último trecho da Monsenhor Furtado e outro na Pedro Carmo, na margem esquerda da Praça Nossa Senhora do Perpetuo Socorro.

Post.Francisco Freire

domingo, 30 de agosto de 2015

CRISE:GRENDENE PODERÁ 'ACABAR' COM TERCEIRO TURNO EM SOBRAL

 ESTRATÉGIA SERIA CORTAR DESPESAS DEVIDO A CRISE NA INDUSTRIA
Há mais de quarenta anos no mercado e com mais de duas décadas instalada em Sobral, Zona Norte do Ceará, a Indústria de calçados Grendene S/A poderá acabar com funcionamento do terceiro turno na Princesa do Norte. 

Segundo alguns alcantarenses que trabalham na empresa, na última sexta-feira os gerentes da fábricas teriam anunciado a decisão, que teria por objetivo cortar despesas em virtude da crise financeira que tem impacto diretamente a indústria brasileira. A Grendene que deverá desativar a produção no horário das 11:30 às 6:10 até o próximo dia 17 novembro disse aos colaboradores vai realocar os funcionários no primeiro e segundo turno, respectivamente e que esta possibilidade já haveria sido cogitada há cerca de dois anos. Em Sobral, a empresa que teria oito fábricas em funcionamento empregaria diretamente cerca de 16 mil pessoas.

 O Portal Jovem entrou em contato com a Assessoria de Imprensa da empresa gaúcha mas não obteve retorno até o fechamento desta edição.

Post.Francisco Freire

NA BOCA DO POVO

# QUEM TEM BOCA VAI A ROMA
Nos últimos tempos apesar dos consumidores estarem mais conscientes de seus direitos e deveres ainda existe muitos que acreditam que a maioria das empresas presta um favor ao atende-lo e não um serviço. 

Amparados pelo Código de Defesa do Consumidor, milhões de brasileiros tem nas mãos o poder  de evitar situações constrangedoras, humilhantes e desrespeitosas, porém por desinformações ou medo preferem sussurrar baixinho do que exigir seus direitos quando necessário.
 Na última semana, uma cena comum repetiu-se em uma agência bancária em Sobral, depois de muitas tentativas uma cliente inconformada com tantas desculpas resolveu “declarar guerra” ao Banco, e ao simplesmente dizer vou levar o caso ao DECON fez cair por terra um emboloado de burocracia anteriormente postas como dificuldades para o simples recebimento de um cartão magnético. Como já dizia meu avô independente de estudo, de poder aquisitivo, de cor, de idade e de experiência a verdade é que: “Quem tem boca vai a roma”

Por.Francisco Freire